14/07/08

E você? Já tem o seu Coisas?

Fora de Teresina: no Mercado Livre ou diretamente pelo mail andrepiaui@hotmail.com (frete grátis)
Em Teresina: nas livrarias Universitária, Des Livres, na Toccata e na sede da Fundação Quixote.
Breve em outras livrarias do Brasil.

E você, já conhece o Intacta Retina?

12/07/08

Pequeno Guia das Mínimas Certezas – Capítulo III

- para ter certeza de que um vinho é um bom vinho, lamba delicadamente o polegar esquerdo: se senti-lo áspero, duas taças e Mozart. Caso contrário, uive para a lua, pisque três vezes e aguarde o apito. Será suficiente.

- para ter certeza da idoneidade de um político, bata-lhe três vezes na testa à maneira em que se bate em uma porta (mas com mais força, por via das dúvidas); se idôneo, o dito cujo trinca; se corrupto, ele sorri e afaga o bebê imaginário que lhe acompanha. Recomenda-se, para tal experimento, o uso de roupas sem bolso, touca de banho e luvas cirúrgicas.

- para ter certeza da relevância de um livro, ponha-o de pé: se minimamente relevante, ele deita e dorme; se péssimo, ele fica de pé e grita como um camelô; se irrepreensível, ele desmancha e letras com cheiro de café dançam pelo ar e dominam o ambiente.

05/07/08

Pequeno Guia das Mínimas Certezas – Capítulo II

- para ter certeza do azedo de um limão, feche os olhos e imagine: céu azul, mar esverdeado, areia branca e duas bicicletas (ambas com os dois pneus completamente cheios, mas não a ponto de deixá-los duros). Se a maré subir, ponha três colheres de açúcar na xícara e cochile. Caso contrário, morda a língua levemente e aguarde.

- para ter certeza de que a Terra é redonda (a despeito de qualquer utilidade que isso possa ter nos dias de hoje), dê três cambalhotas, bata palmas quatro vezes e sorria da esquerda para a direita: se girar o quarto, alegre-se. Caso contrário, duas noites de rum, nenhum banho e um pouco de rock’n’roll.

- para ter certeza de que o macarrão está “al dente”, abrace o ser amado. Se lhe arrepiar a nuca, sirva quente. Caso contrário, aumente o fogo até que os olhos fervam. Enxágüe bem e deixe escorrer o sal.

03/07/08

Pequeno Guia das Mínimas Certezas – Capítulo I

- para ter certeza do início do dia, confira se escorre de seus olhos um pouco de azul e sinta, com a ponta dos dedos, se o peito tem a cor levemente avermelhada; na falta de um desses sinais, volte a dormir: é muito cedo.

- para ter certeza de que já não existe dor, apalpe o travesseiro e perceba se dentro dele há espinhos; em caso afirmativo, duas aspirinas e chocolate; do contrário, seu pulso não precisa se preocupar com a navalha.

- para ter certeza de que "o elevador se encontra parado no mesmo”, dê três pulos, gire da esquerda para a direita, cumprimente “o mesmo” (que deve lhe retribuir com um aceno de mão) e inspire: se o chão tremer, aperte novamente o botão e aguarde. Não corra riscos desnecessários.

01/07/08

litígio

ando em litígio com as maiúsculas.
implico hoje, confesso, com essas letrinhas, tão cheias de si. e com sua mania de grandeza.
perceba se não estão, sempre, querendo ser o começo de tudo, estar à frente de tudo.
vai ver as maiúsculas, esses tipinhos metidos a gente grande, sentem mesmo é inveja das pequenas, estas sim, tão delicadas. e que nem precisam estar à frente de qualquer coisa para serem vistas, lidas, percebidas. veja como elas, as pequenas, mesmo reunidas aos montes em grandes algazarras, estão sempre a sussurrar, a sibilar entre linhas.
maiúsculas são gente grande. minúsculas são crianças. maiúsculas são pesadas, definitivas, concretas. minúsculas são vontade de estar junto. maiúsculas são solitárias. e, quando se juntam, começam logo a gritar. minúsculas sorriem, e são leves, e são cúmplices, amigas. até mesmo por necessidade. pois dizem alguns, num preconceito absurdo, que elas são menores, e não devem ficar soltas por aí, brincando em ameaçadoras florestas de páginas em branco.
mentira. elas devem, mesmo, é romper de vez com as maiúsculas e tomar o controle do mundo das letras.
posso estar exagerando, como exageram os apaixonados.
mas é que ando em idílio com as minúsculas.